terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Leiam!

http://mulheretudomaluca.blogspot.com/

Leiam o blog da Vanessetteee... ahuahauhauaha
é mais que muito bom, é tipo assim, uma brastemp... hauhauahauhauaha [foi fraca eu sei... mas eu ri, e é o que importa no fim, né?]

Destaco o texto do dia 23 de dezembro, tá imperdível... ;D

Inspiração pra quê?

Voltei ontem de Floripa...

e estou devendo um post de feliz natal... mas, meu, tá muito quente e eu não consigo pensar em nada de interessante pra falar aqui...

Desejo mesmo, do fundo do meu coraçãozinho inconstante e teimoso, um feliz³ natal [atrasado], e um lindo, não... um maravilhoso, meigo, fofo e cheiroso ano novo [sim, porque as melhores coisas da vida são cheirosas...]!

Bom.. é isso ai... se amanhã eu tiver um surto de inspiração, eu posto algo decente aqui...

;*

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Lista de presentes de natal *.*

Como eu já havia comentado, eu estou necessitada de um namorado vampiro. Então segue a lista e motivos para ama-los. Se quiser me dar todos eles eu vou ficar TÃO FELIZ @.@

Bill Compton - True Blood

Cara de mau, jeito de mau, sotaque irresistível. Precisa mais?


Mick St John - Moonlight

Inteligente, lindo e paciente. Ele é um vampiro bonzinho e detetive. Ah... e a mortal pela qual ele era apaixonado, ele a salvou quando ela era uma menininha.


Angel - Buffy

Um vampiro com alma, que se sente culpado pelas coisas ruins que fez. Ele foi meu primeiro amor vampírico.

Damon Salvatore - The Vampire Diaries

Menino malvado, nem ai para as regras, com um sorriso perigoso e irresistível. Já falei que ele é irresistível? Se ele não incomodasse tanto o irmão perfeitoso dele, eu amaria mais ele. Ah sim, esqueci de mencionar que ele é um pé no saco quando se trata do irmão Stefan.


Stefan Salvatore - The Vampire Diaries

Lindo, sério, inteligente, fofo, romântico, o cara do tipo que todo mundo quer. Esse ai nem precisa do laço, é só deixar aqui na porta. ;D

Edward Cullen - Twilight

Edward Cullen, nome que virou sinônimo de perfeição. Preciso falar que ele é lindo, que toda vez que sorri meu coração para, que ele tira todo o meu fôlego com suas olhadinhas? Com um vampiro desses, o que mais se poderia querer dessa vida?

domingo, 13 de dezembro de 2009

Again...

I should walk away while I could

but, I'm starting to believe that I never could.

I'm on chaines since the beginning,

stuck here, without escape,

lost in my solitary desire.

A prisoner in this place,

between this walls that I made by myself.

I need to go out,

breathe and see, live and fly,

meet new people,

and stop to hide behind one inexistent love.



;*

P.s.: Isso foi algo que eu escrevi no ônibus... um quase poema num inglês arrastado... mas na poesia o que vale é a intenção, né?

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

A epifania...

Desculpe a sumida... detesto ficar tanto tempo sem escrever aqui...

Nessa madrugada, eu tinha acabado de tomar banho, e tava deitada vendo o final do episódio de The Vampire Diaries, e pensando sobre a nossa humana necessidade de triângulos amorosos. Foi então que eu tive uma epifania, e finalmente entendi o porque disso. Por que temos o auto-destruidor impulso de querer mais do que podemos ter.

A verdade é que, nós amamos duas pessoas ao mesmo tempo para provar como amamos elas. Sim. Porque nós amamos elas por serem diferentes, e para poder descobrir quem amamos mais, quem realmente não podemos viver sem. Quem realmente nos precisa.

Outra razão é a auto-preservação. Aham, auto-preservação. Porque, depois de escolher, nós vamos sentir falta daquilo que desistimos, e essa falta nunca vai permitir que sejamos completa e perfeitamente felizes. Como isso nos preserva? Porque se algo acontecer e o escolhido[a] não estar mais ali, nós sobrevivemos, seguimos em frente. A felicidade completa e perfeita mata, nos destrói quando acaba, e ai não sobra nada, a não ser pedasços espalhados...

Bom, eu devia estar com muito sono mesmo...

;*

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Quero ir de novooo!!!

Bom... claro que eu vou comentar o Lua Nova, que mais eu podia vir falar aqui depois de um fim de semana com uma estréia dessas!

Pra quem não viu o filme nem leu o livro, vai estar bem deslocado nesse post. E pode conter spoilers, então, se pretende ir ver o filme, recomendo não ler... mas cada um sabe o que fez, né...

Eu assisti o filme duas vezes, a primeira foi na virada de quinta-feira para sexta, a 0:01h. Como se esperava o cinema estava lotado, cheio de guriazinhas de 12, 13 anos, histéricas, e que aparentimente nunca viram um homem sem camisa. Eu e a Dri [amiga que me acompanhou na aventura, e diga-se de passagem, dei o ingresso de presente de niver pra ela] chegamos no Roxy 5, as 23:15 e nossa linda sala, a 3, já havia sido aberta, e todo mundo tinha entrado, imagina a maravilho que foi achar lugar... Mas até que achamos um decente. Depois de aproximadamente 50 minutos de espera dentro da sala, um telefonema do Rio [né, Sis ;D] e comentários meus do tipo "Deviam proibir crianças menores de 18 anos de vir ao cinema depois da meia noite" o filme começou. Ah, sim, antes do filme houve 20 minutos de trailer, 20 MINUTOS!!!

Quando apareceu a lua cheia na tela eu já tava hiperventilando, com os olhos cheios de lágrimas. As hitéricazinhas de 13 anos todas berrando, claro. E ai, eu escuto a vozinha da Kiki, linda e meiga falando a frase de Shakespeare do prólogo do livro. Podia ter inicio mais perfeito que esse?
Calma, eu num vou relatar o filme inteiro. O filme é ótimooo!! Eu amei, claro que tem umas coisinhas que eu mudaria e tals... mas nada muito gritante. O comentário que eu mais fiz durante o filme foi "Tá, o Jacob é fofo, mas agora eu quero o Edward."

O melhor do filme foi a parte da Itália, Michael Sheen e Dakota Fanning estavam mais que perfeitos... e a pior foi a visão no sense da Alice, sério, Edward de coletinho e Bella de vestidinho camisola correndo ficou muito bizarro. Ah, o quase beijo da Bella e do Jake também me irritou deveras, mas isso já me estressou no livro também...

Pra mim, foi o dinheiro mais bem gasto durante todo o ano, já fui assistir duas e estou programando mais duas... por enquantoo... hauhauahauha

;*

P.s.: Alguém, por favor e pelo amor de God, me dá um Edward de natal?

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

É hoje!




Tecnicamente, é amanhã, mas como eu não vou dormir até a seção a 00:07h dessa noite... para mim é hoje!!!
Ai ai... tanta esperaaa...


"O tempo passa, mesmo quando parece impossível..."


;*

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

É nessa lua nova...

Edward me apertou gentilmente. "Eu estou aqui".
Eu respirei profundamente.
Isso era verdade, Edward estava aqui, com seus braços ao meu redor. Eu podia enfrentar qualquer coisa, contanto que isso fosse verdade.
Eu enquadrei meus ombros e caminhei em frente para encontrar com meu fado, com meu destino solidamente ao meu lado.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Diga...

Did you said it? 'I love you. I don't ever want to live without you. You change my life.' Did you said it? Make a plan. Set a goal. Work toward it, but every now and then, look around; drink it in 'cause this is it. It might all be gone tomorrow.

Meredith Grey

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Eu adoro conto de fadas...

2 contos de fadas moderníssimos, de Luís Fernando Veríssimo.

Era uma vez uma linda moça que perguntou a um lindo rapaz: "Você quer casar comigo?"
Ele respondeu: "NÃO!"
E a moça viveu feliz para sempre, foi viajar, fez compras, conheceu muitos outros rapazes, visitou muitos lugares, foi morar na praia, comprou outro carro, mobiliou sua casa, sempre estava sorrindo e de bom humor, nunca lhe faltava nada, bebia ceveja com as amigas sempre que estava com vontade e ninguém mandava nela.
O rapaz ficou barrigudo, careca, o pinto caiu, a bunda murchou, ficou sozinho e pobre, pois não se constrói nada sem uma mulher.


Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã.
Então, a rã pulou para seu colo e disse: "Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Mas uma bruxa má lançou-me um encanto e transformei-me nessa rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo em um belo príncipe e poderemos casar e constituir um lar feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre."
E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava: "Nem f%&#!"


;*

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Ai ai...

Eu sei... eu devia tá terminando o projeto aplicado... Mas faz tanto tempo que eu não escrevo de verdade aqui...

São engraçadas as coisas que a gente escuta por ai, né? Hoje eu escutei que tenho cara de chique... hauhauahauhauha
Mas o legal, foi que a pessoa não falou com a intenção de me chamar de convencida ou nojentinha. Ela queria dizer que eu tinha porte e classe. E veio de uma pessoa não muito boa com elogios... Achei fofa.

Sabe, cada dia eu me convenço mais que eu me enxergo de uma maneira completamente distorcida. Totalmente diferente do que eu acho que passo para as pessoas, e o oposto do que elas leêm em mim.

Eu nem sei se sou bonita ou feia. E muitas vezes eu nem quero saber... o que adianta me falarem o que sou, se eu não acredito? Eu ando assim, incrédula, e duvidosa de mim mesma.

Na verdade, acho que tô cansada... deve ser isso...

;*

P.s.: Necessidade básica do momento: Um namorado vampiro. SÉRIO.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Falta UMA lua nova...

Mas e se...
E se você acreditasse sinceramente que uma coisa é verdade, mas
estivesse mortalmente errado? E se você estivesse tão teimosamente
certo de que tinha razão, que você nem podia considerar a verdade?
Será que a verdade seria silenciada, eu ela se faria enxergar?
Opção três: Edward me amava. O laço que havia entre nós não era
uma coisa que podia ser quebrado pela ausência, distância, ou
tempo. E não importava o quanto ele pudesse ser mais especial ou
lindo ou brilhante ou perfeito que eu, ele estava tão irreversívelmente
alterado quando eu. Assim como eu sempre pertenceria a ele, ele
também seria sempre meu.
Era isso que eu estava tentando dizer pra mim mesma?



P.s.: Um mês!!! Estou em estado de euforia!

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Explique, por favor..

♪ Explain to me this conspiracy against me and tell me how I've lost my power
Conspiracy, Paramore.

O que fazer quando uma pessoa te faz acreditar que o problema está em você, quando na verdade o problema é com ela?

Qual é o ponto que separa a crítica da implicância?

Eu ando me questionando tanto sobre tantas coisas... e pior, as resposta são decepcionantes... a realidade é feia, horrorosa.

A parte boa de tudo isso? Encontrar pessoas que valem a pena, que lutam ao seu lado, que te protegem quando você não tem mais forças...

É incentivo suficiente para levantar da cama e viver mais um dia...
Mas o que ainda me dá forças pra sorrir é Algo muito maior e muito mais elevado.

;*

sábado, 26 de setembro de 2009

Malvada, eeeuuu?!

Texto da GlossColuna do mês de setembro (nº 24). Foi escrito por Tati Bernardi [juro que não é minha parente], roterista da série Aline da Rede Globo.

Eu ADOREI esse texto!

A prima Maldade

Às vezes, minutos depois da chegada, ela desaparece com sua imensa mala vermelha cheia de apetrechos cortantes e pontiagudos. Tão grande, forte, bonita. Dá uma dor no peito aceitar o tchau, o carro já longe. Eu sei que ela volta, a Maldade não dura muito mas sempre volta. O problema é que dá a maior preguiça começar tudo de novo: as boas intenções, acordar cantando, sorrir que nem boba por aí. Como eu queria, alguns dias a mais, que ela ficasse. Essa prima que vem de longe só porque fico numa saudade infinita e imploro com minha melhor lábia.

Durante sua estadia, como nos divertimos! Mulher se dá bem demais com esse tipo de parente. E vai dizer que o mundo, com suas picuinhas, chatices e falsidades, não merece essa linda e imbatível parceria brilhando ao sol? É preciso sinceridade. Existe essa coisa incrível chamada nobrezade caráter e fofurinha de alma. A vontade de aceitar a vida, perdoar traições, ser amiga de todo mundo, alegrar as pessoas. Gostar de gente. Pior: gostar das pessoas como elas são. Mas existe também a anti-heroína ultracharmosa e necessária que vai mentir um pouco só para rir depois. Vai dar o troco com gosto. Vai fofocar até não suportar mais tanto veneno. É ou não é?

Prima querida, a vida é muito melhor (e mais digna) sem você. Mas quando você vem, junto chega essa sensação de ser inteira e honesta. De saber que tem a hora de estender a mão mas tem também a de empurrar um pouco. Santo é tão improvável que vra santo, já parou para pensar? A Bondade é essa loucura que me leva para longe. Depois, na chuvam no escuro, no frio, na lama, eu pequena, o mundo gigante e quase impossível. Eu olho para o chão e vejo seus saltos altíssimos de bico fino. É ela que reaparece sarada e maquiada para me resgatar. Aí eu subo em suas costas e não tem para ninguém.



;*

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Faltam duas luas novas...

"Antes de você, Bella, minha vida era uma noite sem lua. Muito
escura, mas haviam estrelas - pontos de luz e razão... E aí você
apareceu no meu céu como um meteoro.
De repente, tudo estava pegando fogo; havia brilho, havia beleza.
Quando você não estava lá, quando o meteoro caiu no horizonte,
tudo ficou escuro. Nada havia mudado, mas os meus olhos haviam
ficado cegos com a luz. Eu não conseguia mais ver as estrelas. E não
havia mais razão pra nada."

sábado, 29 de agosto de 2009

Flashbacks...

Eu desliguei o telefone, as minhas mãos tremiam. Como eu deveria me sentir agora?

Eu achei que tinha sido real, que a gente seria pra sempre. Mas o que pra sempre quando se é tão jovem?

Aquilo me matou de uma forma que eu não fui capaz de chorar naquela hora. Eu chorei sim, quando acordei no meio da noite, e finalmente entendi que havia acabado. Daquele jeito, em um simples telefonema.

As marcas são profundas... mas você simplesmente não merece saber o quanto.

domingo, 23 de agosto de 2009

Faltam 3 luas novas...

" 'Morte, que sugou o mel da tua respiração, não teve nenhum poder contra a tua beleza', ele murmurou, e eu reconhecí a fala dita por Romeu na tumba.
O relógio deu sua última badalada. 'Você cheira exatamente igual', ele continuou. 'Então talvez isso seja o inferno. Eu não me importo. Eu fico com ele'."

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Segredo...

"I know I don't know you, but I want you so bad. Everyone was a secret locked, but can they keep it? Oh no, they can't."

Eu nunca soube explicar porque você mexe tanto comigo. Desde o primeiro momento foi assim. Você desperta o lado mais obscuro e luxurioso de mim, e isso me assusta.

Você brinca comigo, joga com as minhas reações, como um exímio jogador. Mas eu sempre fui uma excelente jogadora, de difícil manipulação. Nós medimos nosso poder um sobre o outro, sem saber se é possível que um ganhe. Brincar com fogo é perigoso, mas não para mim, pois eu nasci em meio as chamas. Eu aceito o desafio. Tudo que é mais díficil e trabalhoso, é mais saboroso, eu tenho certeza de que vai valer a pena.

Aquilo que não deve ser visto de mim é o que você vê, e adora. Talvez eu não lhe conheça como eu acho, já nem ligo mais para isso. Eu sei que sentiria falta sua mesmo que nunca tivessemos nos encontrado, e eu continuaria precisando de você aqui, desejando você aqui.

;*

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Ignorance is your new best friend...

Aham, eu contei os dias para essa estréia.
Aham, a Hayley tá linda demais nesse clipe.
Aham, a música é viciante.
Aham, a letra diz tudo. Tudo mesmo.

É isso ai. This is PARAMOREEEE!!!




http://letras.terra.com.br/paramore/1485965/

;*

domingo, 9 de agosto de 2009

Eu não gosto de Agosto

É agosto, é lua cheia... e na hora que reparei essas coisas eu me lembrei da música da Sarinha. Os meus olhos se encheram de lágrimas, o que não é novidade, isso tem acontecido com certa frequência ultimamente. Eu terminei de ler Lua Nova pela segunda vez, e mesmo assim chorei com o final.

Agosto é um mês estranho. Não tem feriado, nem data comemorativa importante. Não é daqueles meses que se espera ansiosamente chegar. Nem tem aquela sensação de final de ano, como os meses que o segue. É só mais um mês. Daqueles que passa pelo calendário sem marcas e anotações. É só uma ponte das férias para o final do ano.

Agosto é sem graça, sem tempero, recheio ou gosto. E mesmo assim, não há lua como a de agosto. Obrigada Sarinha, por me dar algo para lembrar em Agosto.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Devaneio

Um poema disfarçado de música...


Mergulhei no mar
mas não dava pé
Me apaixonei
mas não sei por quem
Sonho com alguém
que você não é

Eu me entreguei demais
eu imaginei demais
e o silêncio fala mais que a traição

Foi um devaneio meu
um veraneio seu
e um outono inteiro em minhas mãos

Vi o sol nascer
pelos olhos seus
Me deixei levar
eu não relfeti
Que era a luz dos meus
refletida em ti

Eu me entreguei demais
eu imaginei demais
e o silêncio fala mais que a traição

Foi um devaneio meu
um veraneio seu
e um outono inteiro em minhas mãos

;*

P.s.1: Jorge Vercilo é tudo de bom [né, Li ;D]
P.s.2: Eu choro com essa música

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Faltam 4 luas novas...

"Eu podia não pensar nisso, mas eu precisava me lembrar disso. Porque só havia uma coisa na qual eu precisava acreditar pra ser capaz de viver - eu precisava saber que ele existia. Isso era tudo. Tudo mais podia ser suportado. Contanto que ele existisse."

terça-feira, 21 de julho de 2009

Questionário...

Rapidinhas. Tente responder com sinceridade

Nome completo: Larissa Medeiros Bernardi
Idade: 19 [sem piadinhas de 'quanto tempo faz que tu tens dezenove?']
Sexo: Nascida menina, crescida mocinha, hoje eu diria que sou mulher, mas tudo é relativo, né...
Relacionamento: Barato da coca-cola ;D [traduzindo, melhor amiga, terror de namorada]

5 músicas que não saem da sua cabeça no momento:
August moon - Sara Bareilles
Billie Jean - Micheal Jackson [a versão do David Cook também...]
Decode - Paramore
Gimme, gimme, gimme - ABBA, mas com a Amanda Siegfried cantando...
Couting blue cars - Dishwalla

Quando não está no pc, nem estudando, nem dormindo, o que faz?
ou Trabalhando, ou lendo, ou tomando banho, ou comendo, ou incomodando a irmã...
Ah, faltou 'ou afofando o Legolas *-*'

No claro ou no escuro?
Escuro? Ahuns

Um vídeo que vc recomenda no youtube:

Adoro essa música... A bateria é demais, a voz linda do Fabiano, a letra... Amo amo.

Um clipe:

Perfeito.


O que você acha do sexo na terceira idade?
É o tipo de coisa que eu procuro não pensar. [medo mode on]

Um grande sonho:
Panddinson [Pattinson + Panda] *-*

Um sonho de consumo:
As duas coisas mais totosas do mundo juntas numa mesma foto... *-*

Último sonho que você teve:
O dads tinha conseguido fazer o The Sims funcionar, acordei não sabendo se tinha acontecido mesmo ou eu tinha sonhado... É, eu sei, eu sou bem estranha...

Se você fosse um animal qual seria?
Um panda fofo, gordo e feliz *-*

Música autobiográfica
Sara Bareilles - One sweet Love





Seriado de TV:
Gilmore Girls, forever!!!

Se tivesse poderes mágicos o que faria?
Algo próximo de fazer as pessoas olharem mais para os outros e serem mais preocupadas com o próximo. Igualdade social [sonha criança de direita, sonhaaaa]

Não responda "depende" nem "os dois".
Sair pra dançar/beber/se drogar/conversar ou chamar a galera pra um cine em casa?
Cinema em casa, debaixo de cobertor e com muita pipoca, chocolate e coca-cola... Melhot programa que existe!

Frio ou calor?
Frio, always... Calor é irritante...

Bebida alcoolica, refri ou suco?
Coca-cola *-*

Você é feliz?
Bem, eu deveria ser... e maioria das vezes acho que sou, mas eu tenho problemas para lidar com isso...

Sexo com amor ou apenas sexo?
Tudo que é feito com amor é melhor... ;D

Um personagem que você se identifique:
Tenho uma listinhaa.. hauhauhaa
Tem a Bella [do Twilight], a Rory [Gilmore girls], a Hermione [Harry Potter], a Blair [Gossip Girl], a Audrey [do filme Dreamland]...
cada uma delas tem um pouquinho de mim...

Um que você goste muito:
Lorelai Gilmore, ela é a melhor! Ah, tem o Edward Cullen também, mas ele nem preciso comentar porque, né... *-*

Liso ou cacheado?
O meu? Liso. Mas acho cacheado lindo, em outras pessoas...

Se pudesse ter nascido em outra época, qual seria?
Século 19, na Inglaterra durante o período Vitoriano. Roupas lindas *-*
Tem a década de 50 também, mas foi um período sofrido demais...

Escreva uma carta/bilhete para o seu "eu" passado:
Dê o seu melhor, não seja tímida, não tenha tanto medo,
aceite seus erros, escute a sua mãe, diga o que sente, não coma tanto,
não deixem os outros abusarem de você e continue estudando, isso nunca te prejudicará... ;D
Você realmente é uma garota especial,
;*

Na sua mochila/bolsa nunca falta:
Agulha e linha.. ahauhauhauhaa

Melhor viagem que já fez:
Para os Estados Unidos, em 2000/2001... Eu vi o World Trad Center.

Qual foi a última coisa que comeu?
Um sanduíche de peito de peru e queijo, nega maluca e uma xícara de café =D

A pessoa que te indicou essa entrevista é?
Um amor de menininhaaa, Thamyris linda, do http://thatlovesickmelody.blogspot.com/
Beijo Tha.
Adorei responder =D
;*
P.s.: Imagens roubadas do foforks.com.br

domingo, 12 de julho de 2009

If you love me, won't you let me know?



Primeira coisa, se você começar a ver seu noivo morto, não é loucura, é câncer... haauhauahuahaha Tá, deita a piadinha de humor negro vamos a parte séria.

Não importa o quão morto e enterrado o passado esteja, ele volta pra te assombrar.


As vezes simplesmente não dá pra escolher.


E, é possível sim, amar duas pessoas ao mesmo tempo.



If you love me, won't you let me know?



P.s.: Desculpe as legendas em espanhol, mas não achei nenhum em português...

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Music mode on...

Selinho novo do flor... foi presenteado pela Hiorrana do Tanta gente não sabe [http://voce-nao-soube.blogspot.com/].

Adorei ;D
Regras:

O "Playlist" é uma campanha feita àquelas pessoas que vivem com trilha sonora. Porque boa vida, assim como um bom filme, tem trilha sonora! Enfim, é pra quem gosta de música! O objetivo é relaxar = gozar a vida com muito prazer! Para participar é fácil. Copie o selo, publique em seu blog e compartilhe seus gostos musicais, indicando:

01 A primeira música que lhe veio na cabeça agora!
A thousand miles - Vanessa Carlton [estava ouvindo nesse exato momento..]
02 1 Música pra curtir com a paquera/namorado(rido/a)/amante/amigos com benefícios...;
Never thing - Robert Pattinson
03 1 Música muito romântica (o que se pode dizer de: "seu tema de amor");
Someday we'll know - Mandy Moore and Jonathan Foreman
04 1 Música pra tirar a roupa = striptease (6)'
Gimme more - Britney Spears
05 1 Música para uma boa transa (a transa pode até ser ruim, mas a música ótima);
Então, quando eu souber [leia-se, tiver uma vida sexual] eu conto...
06 1 Música "I WILL SURVIVE" = hino gay!
Como uma deusaaaaaa você me mantém... aquela da Rosana...
07 1 Música que saiu do lixo / ou pra jogar no lixão;
Aquela desgraça que anda tocando por ai "Você não vale nada, mas eu gosto de você..."
08 1 Música que você ama, mas o DJ insiste em não tocar na balada;
This love - Maroon 5
09 1 Música da hora (música que está na moda e vc adora!);
Hot n'cold - Katy Perry
10 A música que você mais gosta em todo mundo! (que exagero)
One sweet love - Sara Bareilles

E os meus indicados pro selo são:
;*

sexta-feira, 26 de junho de 2009

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Paulo Augusto...

Par colocar vocês a par da história. Na faculdade eu tenho Projeto Aplicado [também chamado Paulo Augusto, homem que não me deixa dormir nuncaa... ahuahauhaua], é um trabalho acadêmico desenvolvido em grupo, tipo um TCC, mas feito um por semestre, em vez de um só lá no final do curso. Enfim... nesse semestre a proposta era, desenvolver uma coleção inspirada em um retratista dos séculos XVII e XVIII. Meu grupo pegou o pintor Velázquez, espanhol, que viveu no século XVII. Esse trabalho resultou em um book de 48 páginas, contando tudo o que foi feito, e na roupa da foto, que é o look de divulgação, o único que foi confeccionado. Ficou linda, né?





Release



As mulheres procuram refugiar-se da crise adquirindo coisas belas. Procuram magia, encanto e beleza em dias negros e conturbados. Fugindo da mesmice dos cortes retos e pretos, cada vez mais em busca de cores, movimento e suavidade. Nesse conceito foi elaborado uma pesquisa, a fim de trazer do passado o encanto presente nas roupas daquela época para os dias atuais.


Com o tema “A magia escondida na realidade” e revivendo as pinturas do retratista espanhol Velázquez, as designers propõe uma estética contemporânea com influência barroca. Carregada de delicadeza, romantismo e muita sensualidade, a coleção serve de escape a sobriedade exigida nos dias presentes.


A cartela de cores traz tons provenientes da palheta que compôs as telas do pintor, e os tecidos remetem ao luxo presente nas roupas daquele período. Todos os elementos que compõe os looks carregam consigo o tema da coleção, mostrando detalhes e valorizando o conjunto.


Perceber a mágica contida nas coisas pequenas do dia-a-dia e contagiar as outras pessoas com ela é uma mensagem a ser transmitida, e não apenas uma temática. Ver o belo que existe atrás do comum, só é possível quando se quer vê-lo.


;*
P.s.: A modelo linda é a Letícia, minha irmã...





quinta-feira, 18 de junho de 2009

Diferente...

Ah sim, eu ando profunda e melancólica. Não sei se o final do semestre, ou minha solteirisse aguda, ou saudade do pessoal de Floripa, ou qualquer coisa próxima de qualquer um desses.

Mas ao mesmo tempo, eu estou feliz, incrivelmente feliz, algo que é raro eu estar. Eu sou daquelas pessoas que a tristeza cai bem, apesar de não aparentar muito [aprendi a disfarçar com o tempo].

Sabe quando você se olha no espelho e não se reconhece. Os olhos com um brilho diferente, até as maçãs do rosto tem uma coloração especial. É diferente me ver assim...

Acho que eu gosto do tipo de pessoa que estou me tornando... Começando a ficar satisfeita comigo mesma...

"But since the rain loves my face, I'll just let it be."

;*

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Duas metades de um inteiro...

Minha homenagem ao dia dos namorados vem com um foto linda e frases fofas de Crepúsculo...

“Ele pode ser só forte o suficiente para não a matar – mas vai chegar perto. Vai tomar uma enorme quantidade decontrole,” ela refletiu. “Ainda mais do que Carlisle tem. Ele pode ser só forte o suficiente... A única coisa que ele não é forte o suficiente para fazer é ficar longe dela. É uma causa perdida.” Alice Cullen.

"Antes de você, Bella, minha vida era uma noite sem lua. Muito escura, mas haviam estrelas - pontos de luz e razão... E aí você apareceu no meu céu como um meteoro. De repente, tudo estava pegando fogo; havia brilho, havia beleza. Quando você não estava lá, quando o meteoro caiu no horizonte, tudo ficou escuro. Nada havia mudado, mas os meus olhos haviam ficado cegos com a luz. Eu não conseguia mais ver as estrelas. E não havia mais razão pra nada". Edward Cullen.

"Pude ver isso em seus olhos, que você sinceramente acreditou que eu não a queria mais. A ideia mais absurda e mais ridícula. Como se houvesse algum modo de eu existir sem precisar de você." Edward Cullen.

Edward - Você consegue ter ideia do quanto é importante pra mim, tem alguma noção do quanto eu te amo?
Bella - Eu sei o quanto eu te amo.
Edward - Você esta comparando uma pequena árvore com uma floresta inteira.

robert pattinson - never think

terça-feira, 9 de junho de 2009

Acrofobia...


Porque subir, se não pode olhar para baixo e ver quão alto se está?

;*


P.s.: Acrofobia é o receio mórbido de lugares muito altos, ou seja, medo de altura.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Mais sobre o tempo...

Legião urbana - Tempo perdido


Todos os dias quando acordo não tenho mais o tempo que passou, mas tenho muito tempo. Temos todo o tempo do mundo.

Todos os dias antes de dormir, lembro e esqueço como foi o dia, sempre em frente... Não temos tempo a perder...

Nosso suor sagrado é bem mais belo que esse sangue amargo, e tão sério e selvagem!

Veja o sol dessa manhã tão cinza, a tempestade que chega é da cor dos teus olhos castanhos... Então me abraça forte e diz mais uma vez que já estamos distantes de tudo. Temos nosso próprio tempo...

Não tenho medo do escuro, mas deixe as luzes acesas agora... O que foi escondido é o que se escondeu, e o que foi prometido ninguém prometeu, nem foi tempo perdido.... Somos tão jovens...

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Morta de medo...

Podia ser um poema da Clarice
ou uma música do Vercilo
mas são apenas palavras minhas
soltas sobre essa página...

Esse medo que eu sinto
será que um dia vai passar?
Será que eu vou aprender a arriscar?
O problema de correr riscos é perder no final...

Eu não sei perder, nunca soube...
perder é pra aqueles que não ligam
e eu ligo, por isso é que morro de medo.

E você, morre de medo assim como eu?
Dói pra você pensar em não me ter mais,
como dói pra mim?
Droga droga droga
E pior... as vezes eu acho que te amo.


;*

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Viva o Flor!!!


Hoje é niver do Flor!!!
Um aninhoo!!! Vivas!!

Passei voando, só pra comemorar um pouquinhoo... fiquem com a Paulinha Toller. ;]

kid abelha - maio




"Eu preciso de alguém, sem o qual eu passe mal, sem o qual eu não seja ninguém..."


;*

domingo, 17 de maio de 2009

Caixinha do intocável...


James Morrison feat. Nelly Furtado - Broken Strings





Eu não sofro, eu me recuso a derramar lágrimas por aquilo que não acho digno. Eu só choro e me permito sentir em condecendência. E aquilo que eu não ponho para fora eu guardo numa caixinha, bem pequenininha, dentro de mim, a caixinha do intocável.

Lá ficam lágrimas não derramadas, beijos não dados, lembranças que ainda doem, palavras ditas e ouvidas, as não ditas e não ouvidas também... Tudo aquilo que não quero sentir, lembrar, nem reviver.

O problema é que as vezes chega alguém, e simplesmente abre ela, sem pedir permissão, nem perguntar o que é. Só vem e abre. Ai, tudo recomeça... tem que dobrar tudo, pra ficar bem pequenino, e colocar de novo na caixinha. E isso é difícil, e doloroso, mas... eu acabo descobrindo que certas coisas já podem sair da caixa, que já não são mais intocáveis e imexíveis.

Dai, eu percebo que é bom mudar, e ver as coisas de um ângulo diferente... Mas, a caixinha, ela continua aqui, no cantinho, e cheia de coisas. Eu acho que ela jamais vai ficar vazia, ainda bem que eu aprendi como lidar com isso. Se é que eu posso chamar de lidar, né...

;*

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Sobre o tempo...


Gente, Maio é mês de aniversário do flor!!! Vai fazer um aninho já! *-*
O tempo voa né...

O tempo passa, não importa se você está alheio a ele, ou parado olhando o ponteiro dos segundos anseando que ele se movesse mais rápido. Ele simplesmente vai passar da mesma maneira. Não importa se você queria que ele passe ou que ele pare, a velocidade com a qual ele se move será a mesma, sempre.

As vezes quando deito na minha cama e fecho os olhos, desejo que o tempo voe, que todos os problemas que ficaram pra amanhã se resolvam sozinhos, e que eu acorde livre deles, e talvez até em outro lugar. Mas não é assim, não dá pra decidir dormir pra sempre, nem se teletransportar pra outro lugar enquanto se está dormindo.

As vezes é preciso observar o tempo passar, mesmo que cada movimento do ponteiro posso lhe fazer sangrar.

"O tempo passa. Mesmo quando isso parece impossível. Mesmo quando cada batida do ponteiro dos segundos dói como o sangue pulsando sob um hematoma. passa de modo inconstante, como guinadas estranhas e calmarias arrastadas, mas passa. Até para mim."
Lua Nova, Stephenie Meyer.


;*

segunda-feira, 4 de maio de 2009

♪ Deixa chover, então...

Nossa... desculpem a demora para postar, ando meio correndo e meio sem idéias. Tô conservando minha criatividade para faculdade, sabe... andam me sugando até a alma.
But, ai vai um textinho à la Lari... ;]

Fechei os olhos e abri os braços e deixei a chuva cair na minha pele. Há tanto tempo que eu não fazia isso, até tinha esquecido como essa sensação é boa. A chuva escorria pelo meu corpo e o vento soprou gelado, e eu estremeci. Eu amo o frio.

Tudo isso me fez esquecer do furacão que eu vivia, no qual eu me encontrava bem ao centro. É incrível meu talento para atrair confusões. Sabe, acho que eu devia me preocupar menos com o futuro, porque se continuar desse jeito pode não sobrar mais sanidade em mim para viver ele.

O problema foi que aprendi desde de pequena 'suas decisões de hoje afetam seu futuro', é difícil superar algo que é tão intrínseco a quem você é. Isso me faz quem eu sou, essa coisa de pensar no futuro e se preocupar com ele. A coisa do Carpe Diem nunca me atraiu muito. Preciso planejar, programar e sonhar...

A chuva começou a ficar mais intensa e eu sai dos meus desvaneios, já estava quase na frente de casa mesmo.


;*

segunda-feira, 27 de abril de 2009

So God bless and thank you...

Sara Bareilles - Bittersweet


Bittersweet seasons
Mistake a warm winter for spring
Seems like I'm best at leaving when leaving is not the best thing


You couldn't help it if you needed more than I could give
That's just the way it goes


I call you misplaced but never a waste of time
Everybody's gonna make mistakes
but you'll never be one of mine


You couln't help it if you needed more than I could give
that's just the way it goes now
I knew you felt me leaving long before I ever did
that's just the way it goes now
Loved me fearless when you needed to
you would not rest till you came through
So God bless and thank you


There is no anger, it's just you and I and the truth
You can try to make her but love will not be forced to bloom


You couldn't help it if you needed more than I could give
that's just the way it goes now
Tha only love worth the fighting for is the one that you can win and
that's just the way it goes now
You would not break but you can bend
and for love's sake you let love end
but I still swear that you are God sent


And I stood before me knowing that the wings I have you gave
and that's just the way it goes now
And I barely have the breath to breathe much less to fly away
and that's just the way it goes now
And a silence entered the room for a one last "I'm gonna love you"
So God bless and thank you

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Roupitcha...

O feriado foi ótimo, pena é ter que voltar dele, ainda mais nesse ritmo, aceleradíssimo. Então, no meio dessa loucura eu vim postar a roupitcha que eu fiz, como havia prometido. Ai, ficou tão lindaaa!! *-*





Essa roupa ela é o look conceitual de uma mini-coleção com 5 modelos. Foi inpirada na década de 50, na It Girl Audrey Hepburn e em mim mesma.



"Eu já começara a adivinhar que ele me escolhera para eu sofrer, às vezes adivinho. Mas, adivinhando mesmo, às vezes aceito: como se quem quer me fazer sofrer esteja precisando danadamente que eu sofra."
Clarice Lispector
;*

sábado, 18 de abril de 2009

Verdade sobre a verdade...

“Aqui vai a verdade sobre a verdade: ela machuca. Então, a gente mente” Meredith Grey

Não sei aonde as pessoas criaram a ilusão de que é melhor saber a verdade sempre. Algumas vezes a verdade é tão feia que era melhor ficar escondida e intocável. Outras vezes a verdade machuca tanto, que era preferível que ninguém tivesse conhecimento dela.

Então porquê? Porque essa maldita necessidade de sabê-la?

Porque no fundo, a gente sempre se prepara pro pior, e esse geralmente é o caso da verdade. Ela decepciona, magoa e liberta. Mas eu acho esse sofrimento um preço muito alto. As vezes uma boa ilusão mantém a sanidade.

Eu sou iludida, e dai? Ao menos eu não amarguro a vida alheia, pelo contrário, as vezes contagio com minha energia otimista-iludida.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Cara ideal...

Eu já conheci o cara ideal, aquele que cabia certinho no modelo que eu pré-define que seria meu par perfeito. Ele era como um sonho, com seu sorriso brilhante, suas palavras encantadoras, seus elogios lisonjeadores, seu perfume inebriante... Ele era tudo, até os defeitos dele tinham sido feitos para eu tolerar.

Ele era tão perfeito, que eu tinha medo de chegar perto, sabee... de descobri que ele não era pra mim. E foi realmente o que aconteceu, ele era perfeito pra mim, mas não era pra ser meu. As vezes, o que nós consideramos certo pra nós mesmos, simplesmente não é.

Hoje eu sou amiga desse guri, e ele tá quase casando... E eu descobri que o que realmente quero é bem diferente daquele ideal lá do passado.

Ainda bem que o tempo passa, né?

;*

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Aos dezenove...

É engraçado olhar para trás e ver como as coisas podem mudar tão rápido.
Eu ainda lembro da leveza dos dias de infância... da intensidade da adolescência...
Agora eu vivo os dias confusos e felizes da juventude.

Hoje eu me sinto mais mulher que há um ano atrás... me sinto mais segura, mais posicionada em relação àquilo que acredito ser certo. Eu finalmente entendi, que não preciso perder a doçura de menina para ser adulta e que sorrir é milagroso.

Aos meus dezenove anos, eu me sinto livre, finalmente.

"É curioso não saber dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo"
Clarice Lispector.

;*

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Eyes on fire...

[Música do Blue Foundation]

I'll seek you out
flay you alive
One more word and you won't survive
And I'm not scared
of your stolen power
I see right through you any hour

I won't soothe your pain
I won't ease your strain
You'll be waiting in vai
I got nothing for you to gain

I'm taking it slow
feeding my flame
shuffling the cards of your game
And just in time
in the right place
suddenly I will play my ace

Eyes on fire
your spine is ablaze
Felling any foe with my gaze
And just in time
in the right place
suddenly emerging with grace

;*

terça-feira, 31 de março de 2009

Asas...



Feche os olhos e me encontre ali
atrás da suas palpebras
é onde você vai sempre me encontrar....
Aonde o vento soprar você vai me sentir
e vai lamentar pelas palavras não ditas...
Mas há palavras que devem ser guardadas
elas não cabem em nenhum daqueles momentos.

E agora? Eu digo, deixe o vento soprar...
ele sempre soprará,
como eu sempre estarei ai nas suas memórias.
E as memórias existem para serem esquecidas...

Esqueça-me. Esconda-me no abismo.
Mas não se esqueça
eu tenho asas e voo com o vento....


;*



quarta-feira, 25 de março de 2009

Ócio criativo, aham...

Nas aulas de história da arte com o Bar [é a aula que eu fica mais ansiosa pra ter durante a semana], nos estávamos conversando sobre as invenções e a evolução das artes, e ele citou o termo "ócio criativo". Na hora eu ri, mas realmente isso me fez pensar.

É verdade, o ócio é muito criativo. Quando tu não tens que se lembrar de um milhão de coisas, é muito mais fácil de criar algo. A falta de pressão também faz toda a diferença na hora da criação.

Mas a atividade também ajuda a criar. Quando tu tens muitas coisas diferentes pra fazer, tu estimulas o cérebro. E um cérebro acostumado a ser utilizado, é um cérebro mais rápido e criativo.

Então, o negócio é intercalar momentos de ócio no meio da correria diária.

Ah, já tem uma nova roupa na costureira sendo confeccionada. Dessa vez eu me superei, vai ficar demais!! *-*

;*

sábado, 21 de março de 2009

♪ Leaves are on the ground... fall has come...

Finalmenteee!! Os dias quentes insuportáveis estão fadados a acabarem, pelo menos por ums 5 meses [mas, aqui em Santos, eu duvidoo].

O outono é minha estação favorita. Eu costumo falar que é no outono que as coisas boas acontecem... não sei bem porque, mas sempre foi assim. Acho a paisagem de outono linda demais! E como fashionista, percebo que as pessoas se vestem muito melhor no clima mais ameno, e não naquele calor infernalzinhoo...

A semana foi doida, num ritmo totalmente desregulado, e dormir virou luxo agora. Mas, ao mesmo tempo, foi ótimaaa! Ministrar aula é muito bom, principalmente quando você vê retorno dos seus alunos...

Bem vindo outono querido! *-*

;*

quarta-feira, 18 de março de 2009

Para você se apaixonar por Carmem Miranda...


Eu e a Lê, minha irmã linda. A roupa que ela está usando foi criada e feita por mim, inspirada na Carmem Miranda. A roupa foi toda feita de materiais reaproveitáveis.

Minha homenagem bem atrasada ao centenário da Carmem Miranda. As frases são todas dela.

"Sempre fui mais desejada do que desejei."

"Olhando o mar de uma praia ou de um navio, sinto que Deus existe. É uma das coisas mais linda da natureza, que nos faz sentir tão pequenos diante da criação divina. E o balancear das ondas mexe comigo sexualmente. Quando danço sempre penso no mar. Daí minha paixão pelas músicas de Dorival Caymmi"

"Realmente, a mais bela das flores e a que menos dura. Adoro as amarelas. Mas também as vermelhas, brancas e cor-de-rosa. São lindas e parecem ter uma mensagem de amor em cada pétala" [a respeito da flor rosa]

"Nunca segui o que dizem 'está na moda'. Acho que a mulher deve usar o que lhe cai bem. Por isso, criei um estilo apropriado ao meu tipo e ao meu gênero artístico. Disseram, na quinta avenida, que eu revolucionei a moda, inclusive desbancando costureiros famosos como Dior e Chanel. Mas foi uma coisa inconsciente, sem a menor pretenção (e quem era eu, para querer competir com eles?!). Quando sento à maquina de costura e crio um vestido, um turbante ou um sapato, estou, egoisticamente, pensando só em mim, não em outras mulheres. Se elas depois resolverem me copiar, tudo bem. Nada tenho contra - até gosto."

"Saber rir é uma arte e uma delícia. Faz bem à alma e ao corpo."
;*

sexta-feira, 13 de março de 2009

Longe...


Hoje tem um circulo vermelho em volta da lua, e ela brilha tanto que me fez perder o fôlego. Fazia tempo que eu não via a lua desse jeito. Tão perto, tão linda, tão perfeita... É incrivel como um coisa simples como olhar para o céu e vê-la pode me acalmar e me emocionar.


Ah sim... eu sou do tipo que me emociono com coisas pequenas e simples, como uma joaninha andando na minha mão, ou com uma criança dormindo. Não sei porque, mas nesses momentos eu vejo como a vida é frágil, como eu sou pequena em relação ao que está em volta de mim.


Ai ai... largando meus desvaneios. Preciso escrever sobre Velázquez, mas tudo me puxa pra longe dele. Ô cerebrozinho díficil, o meu... e pior, tenho que acordar meio que cedo amanhã. Bem, ferrada, ferrada e meia, que diferença faz?


;*

segunda-feira, 9 de março de 2009

Coisa de orkut...

Eu sei que estou devendo um post decente. E tem vários assuntos que eu quero escrever sobre, mas ainda não é chegada a hora deles... Quando se esta no olho do furacão você não enxerga claramente. E esse é o meu caso. Passando um pouco da confusão, eu escreverei sobre esses assuntos então.

Sando disso... Resolvi falar sobre o orkut, sei que é um assunto batido e tals, mas não ligo, sei que quando nós falamos sobre algo que os outros já falaram sempre temos algo novo e diferente para acrescentar.

Eu vivo um caso de amor e ódio com o orkut. Amor, porque ele me permite ter notícias de pessoas que eu amo muito mas estou longe. Ele também me trouxe amigos especialíssimos, que eu só poderi ter conhecido através dele. Mas o ódio, ah o ódio. Quem nunca morreu de raiva de um scrap de uma bisca pro guri que você tá afim? ou não ficou cheia de dúvidas sobre alguém por causa de certas fotos e comentários?

É isso que o orkut faz... nos permite entrar e presenciar certas coisas desnecessárias. [Sim eu sou do tipo "o que os olhos não veêm o coração não sente".] Sei de vários casos de relacionamentos que quase ou chegaram ao fim por culpa do site. Acho isso extremo, [porque é burrice demais trair e deixar os scraps da broaca todos ali, né...] afinal no mundo virtual não dá para saber a intenção real por detrás de certas palavras.

Eu sou tranquila quanto a isso. Relevo bastante, e não acho vou brigar com alguém que eu gosto por causa de um BuddyPoke. Infantil demais isso.

;*

P.s.: Aquele negócio de ver quem visita o seu perfil é um perigo. Afinal o que certas pessoas que não falam com você há anos, vão olhar no seu perfil? Raiva

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Recomendações...

Sinceramente [tenho medo de pessoas que começam discursos com essa palavra], eu estou cansadinha demais para conseguir fazer um post de qualidade. Então, vou fazer recomendações, de livros, filmes, músicas...

Livros que eu li nessas férias e que recomendo:
O céu está caindo, Juízo final, O reverso da medalha, e o meu favorito Se houver amanhã, todos do autor Sidney Sheldon. Eu, minha mãe, tia e avó ganhamos livros dele de natal, foi um ótimo presente. ;]

Ah, recomendo a série Crepúsculo. São todos muito bons também, mas pra ler o Lua Nova tem que ser forte, porque é muito sofrimento para uma pessoa só.

Filmes que vi faz pouco e valem a pena:
O musical Across the universe, só música dos Beatles, não tinha como ser ruim, né?

O curioso caso de Benjamim Button, é lindo, achei que o Oscar foi injusto com ele.

Kung Fu panda, eu sou fã de animação e louca por pandas, amei o filme, dá pra rir bastante, e como todo bom filme infantil a lição de moral é muito fofaa...

O Gato [The cat in the hat], sou fã do Dr Seuss, já devo ter assistido esse umas 10 vezes, assim como o Grinch. Alias, assistir o Grinch é minha tradição natalina.

Recomendações musicais:
Twilight soundtrack [trilha sonora do Crepúsculo], tem Muse, Paramore motivo suficiente pra adorar, ai você escuta e tem o Robert cantando! Sim!!! O Robert Gato Pattinson [até mereceu a fotinho, né meninas?!] cantando, e cantando muito bem tenho que acrescentar... Resultado, CD completo no meu MP4, e só conseguir dormir depois de ouvir Never think e Clair de Lune.
Como que se respira mesmo?

Across the universe, todas as músicas fofas do Beatles cantadas no filme. Tenho que falar que o Jim Sturgess deixou elas ainda mais viciantes...

Fallen, primeiro albúm do Evanescence, é velho, eu sei. Mas é muito bom, e só a Amy Lee consegue espressar com palavras a melancolia que as vezes sinto. No momento a minha favorita é Taking over me.

Acho que é isso ai...

Ah, nossa, preciso urgentemente começar a fazer piano!!!
;*

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Tomorrow I'll miss you...

Jim Sturgess - All my loving



Close your eyes and I'll kiss you
Tomorrow I'll miss you
Remember I'll always be true
And then while I'm away
I'll write home everyday
And I'll send all my loving to you


Quando ele me tocou eu estremeci. Não que eu não esperasse que ele me tocasse, ou que fosse a primeira vez, o que não era. Eu sempre reagia daquele jeito. No passado eu detestava, morria de vergonha, mas hoje eu gosto. Era uma sensação que eu não tinha há meses, que achava que jamais sentiria de novo. Eu sempre negligenciei essa parte da minha vida.


É isso que acontece quando se tem planos demais, oportunidades demais, preocupações demais. Alguma área da sua vida sai prejudicada, e no meu caso é essa, possiveis envolvimentos românticos. Sempre foi. Talvez eu não tenha nascido pra isso. Talvez eu tenha medo de me envolver e correr riscos. Ou talvez eu me boicote.


Acho que é o que muitas mulheres fazem a elas mesmas. Elas se boicotam, estragam todas as chances de serem felizes em todas as áreas de suas vidas. Isso tudo é tão complicado, que nem quero pensar nisso agora. Só vou fechar meus olhos e continuar aqui, sentindo o perfume que ficou em mim.


P.s.: A música fofa, é do filme Across the Universe, que assisti no sábado. É muito²² lindo, vale a pena!


;*

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Quem não gosta de carnaval?

Os Tribalistas - Carnavália



Eu! Eu DETESTO carnaval. Não sei bem porque, mas acho que está ligado ao fato de a nossa sociedade estar se derretendo, e no carnaval esse processo se acelera em 5 vezes...

Sei que faz parte da cultura brasileira e tals... mas, é triste que os estrangeiros vejam o Brasil só por esses olhos, mulher semi-nua, paetês e samba. Há tanto mais...

Não pulo carnaval, acho que só fiz isso duas vezes em toda a minha vida... A parte boa, é o feriadão, claro. Alias, vou passá-lo fazendo trabalhos da faculdade.
Tomara que dê sol, tô precisando ir à praia.

;*

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Caos dos imprevistos...


Lembrando das aulas de química do terceirão, com o Jean [professor que fazia todas as meninas da sala suspirarem e se lamentarem por ele ser gay... oh desperdício!], uma vez ele falou "O universo tende ao caos".


Levando isso pra vida, tenho que concordar. Não adianta, quanto mais você paneja a sua agenda, sua vida, tudo o que vai ser feito, mais imprevistos acontecem. É lei!


Não, não sou contra planejamento, ao contrário, sou completamente a favor. Sou do tipo que se planeja inteira, dias antes, e é incrível o tipo de imprevistos que me acontecem. Sério, não existe igual! Eu tenho um azar assustador.


Eu sei que é muito irritante perder o controle dos acontecimentos. Tive que aprender a tolerar e com isso desenvolvi uma habilidade, a de contornar situações. Por que quando acontecem algo fora do planejamento, não adianta espernear, você tem que lidar com isso e da melhor maneira possível.


E também, nem sempre o não planejado é ruim. Já me aconteceram surpresas maravilhosas. E essa é a parte boa de não poder controlar tudo. Ser surpreendida é inesquecível.



;*



P.s.: A minha agenda é aquela ali da foto... amo a bonitinha de paixão!

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Selinhoo...



Gente, eu ganhei um selinho muito fofis da Caroline, do Carpe Diem [http://onlyprivileged.blogspot.com/].



Regras:
1 - Exiba a imagem do selo "Olha Que Blog Maneiro" que você acabou de ganhar!

2 - Poste o link do blog que te indicou.

3 - Indique 10 blogs de sua preferência.

4 - Avise seus indicados.

5 - Publique as regras.

6 - Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras.

7 - Envie sua foto ou de um (a) amigo (a) para olhaquemaneiro@gmail.com juntamente com os 10 links dos blogs indicados para verificação. Caso os blogs tenham repassado o selo e as regras corretamente, dentro de alguns dias você receberá 1 caricatura em P&B.
Eu repasso para:

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Fugindo...

Eu vou fugir de você.
Vou fugir com todas as forças do meu corpo,
com toda a vontade do meu ser.
Vou fugir enquanto puder,
sem assumir que não quero te encontrar.
Meu olhar não vai se encontrar com o teu
e o meu corpo nunca vai sentir o teu.
Nunca. Não enquanto eu conseguir fugir,
enquanto tiver forças pra te evitar.


Isso foi uma tentativa de poema... me perdoem, mas é o meu primeiro...


P.s.: Este foi escrito há algum tempo atrás. Portanto não retrata uma situação atual...


;*

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Destrutível...

Essa música me cativou de primeira. Eu a ouvi pela primeira vez há alguns meses, e ela me ganhou de cara. Não sei se foi a identificação com certas partes da letra, ou o jeito como a LeAnn Rhymes canta, ou apenas o sorrisinho dela explicando que apesar de querer causar uma destruição, ela não fez nada...

Mas eu adoro esses amores a primeira vista, ou primeira ouvida [hauahauha]... Ser arrebatada de uma coisa tão comum como assistir televisão a ter uma quase revelação é algo quase mágico.

Bem, aproveitem o clipe. E relaxem, eu não quero destruir nada... por enquanto...

;*

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Obsessiva...


Lendo o blog da Darsh, eu percebi que também descobri uma coisa sobre mim nessa semana...
o quanto eu posso ser obsessiva.


Sim... como no post anterior eu havia comentado, eu amei o Crepúsculo. Amei tanto que nesse fim de semana li o livro todo e a continuação dele também, o Lua Nova, e já estou na metado do terceiro, Eclipse. Pretendo em breve começar o quarto, Amanhecer...


Eu tinha esquecido como era isso. Como é ter vontade de só fazer uma coisa, de ler, de querer saber o que vai acontecer...


Isso também ajuda, na fuga do que eu ando sentindo...


;*

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Incondicional e irrevogavelmente apaixonada...


por Crepúsculo.


Ontem eu fui ao cinema assistir o tão falado Crespúsculo. O filme maravilhoso, e superou todas as minhas expectativas.

Primeiramente, houve a identificação com a protagonista, Bella, o que raramente ocorre comigo, tendo a detestar mocinhas, mas com ela foi diferente. Há uma parte de mim que é como ela, quieta, teimosa, que sofre em silêncio, que detesta multidões.


O que eu gostei muito no filme foi a valorização do beijo, que é tão banal em outros. Há apenas uma cena de beijo, e toda a espera em torno dela a deixa ainda melhor. A fotografia do filme também é ótima, mas isso não é tão importante.


Agora, meninas concordem comigo, Edward Cullen é de tirar o fôlego. Como ele mesmo fala no filme, tudo nele atrai. Além de ser lindo, pálido, ele tem um sorriso meigo, uma voz suave, um instinto protetor e um jeito que faz qualquer ser do sexo feminino dentro da sala de cinema suspirar. Preciso falar mais? Quero um desse pra mim... [ai ai...]


Ah... adorei também como as relações são abordadas no filme, como a família e os laços familiares são valorizados.


Eu fiquei com o pulso acelerado o filme todo, fui tomada pela história. Pra mim, valeu cada segundo.


;*

domingo, 18 de janeiro de 2009

Jack...


Essa semana eu me apaixonei por um personagem de um seriado. Ridículo, né? Mas ele é tão fofo e bonitinho que não dá para não se encantar com ele.


O personagem é o Jack Newman, interpretado por Billy Burke na série My Boys. Alias, ele anda me perseguindo, dos cinco últimos bons filmes que eu assisti, ele participa de 3, e dos que eu quero ver ele também marca presença. Voltando ao personagem, ele é um herdeiro de uma das famílias mais ricas de Chicago, e ele conhece a P.J. na despedida de solteiro do irmão dele, Bobby, que é um dos melhores amigos dela. Ele gosta dela de cara e parte pra cima, e eu aqui babo.


Vou explicar porque não tem como não se encantar por ele. Porque ele é decidido, charmoso, gato, engraçado e completamente encantador.


Então, meninas, se vocês também quiserem ficar assim que nem eu, assistam amanhã My boys, no canal Sony, as 20h. Só uma coisa, pelo o que eu li, o episódio de amanhã ele vai ter uma crise de idiota... mas quero ver, né... nunca se sabe.


P.s.: Com isso, eu descobri que em todos os seriados que eu assisto tem um personagem que me encanta. Acho que é isso que me motiva a assistir, para ver eles, e torcer a favor deles...


;*

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Missing...

Evanescence - missing



Eu estava pensando aqui, olhando para o monitor, e de repente me veio uma pergunta. É possível sentir falta daquilo que não se teve?

Pra mim, é. Eu acredito que é isso que sinto falta do que não tive.
Falta do namorado que não tive, falta da amiga que não fiz, falta da pessoa que não amei, falta dos lugares que não conheci...

Vocês devem estar pensando "Que guria surtada!", mas se parar para pensar, aposto como você também sente falta de algo que não teve. É inevitável sentir isso, é tão comum como sentir saudades. Alias, eu encararia isso como um tipo de saudade. Saudade daquilo que não aconteceu.

Esse sentimento é resultado de escolhas, tanto suas, quanto das outras pessoas.

Eu ando confusa utimamente, então não reparem se o meu texto tiver uma confusão... Pelo menos agora eu tenho o trabalho pra ocupar minha cabeça, ai não perco tempo pensando bobagem...

;*